Perguntas e respostas freqüentes

1 – Como fazer para prevenir a proliferação do mosquito da dengue na minha casa?

Para combater a dengue a população precisa ser parceira do Município, pois muitas ações podem ser realizadas no próprio domicílio. O Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (mosquito transmissor da doença) revela que os principais depósitos com foco da dengue em Fortaleza são potes, tambores, tanques, caixas d´água, vasos com plantas, ralos, vasilhames, garrafas, materiais plásticos e outros. A orientação é que, duas vezes por semana, o dono do imóvel supervisione a sua casa com intuito de proteger os depósitos  d’água de uso doméstico e eliminar quaisquer outros tipos de depósitos que acumulem água, inclusive, dando inclinação adequada e desobstruindo as calhas que podem estar com acumulo de água. Orientamos que o proprietário faça também a remoção do lixo que fica acumulado no quintal, colocando-os em recipientes adequados e encaminhando-os à coleta sistemática no dia programado para o seu bairro.

 

 

2 – Quais os procedimentos disponíveis nos postos de saúde?
Planejamento familiar
Hipertensão
Diabetes
Puericultura
Coleta citológica
Vacinas
Dispensação de medicamentos
Tuberculose
Hanseníase
Odontologia
Pré natal
Consulta Médica
Consulta Enfermagem
Curativos
Aferição de sinais vitais (peso, altura, aferição de PA, glicemia capilar).
Teste do pezinho
Visita domiciliar
Coleta domiciliar
Exames Laboratoriais
Abordagens em grupos
DST/AIDS e Hepatites.

3 – Existe algum teste para diagnosticar HIV/Aids em Fortaleza?
Sim. A Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) disponibiliza aos seus usuário dois testes para o diagnóstico de HIV/Aids: o teste rápido e o teste convencional.  Na realização do teste rápido o resultado é liberado em 30 minutos. No teste convencional o usuário realiza o primeiro teste, se o resultado for reagente colherá uma nova amostra com o intervalo mínimo de 15 dias, ou seja, se o exame for reagente na primeira amostra (teste de triagem) o usuário faz outro exame para confirmar ou descartar o diagnóstico. A realização do teste para diagnóstico de HIV/Aids é ofertado em todos os postos de saúde da Capital e no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) que fica localizado na Rua Jacinto Matos, 944 – Jacarecanga (telefone: 3283-4556).

4 – Suspeito que meu animal esteja com leishmaniose (calazar), o que fazer?
O animal deve ser conduzido até a Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) mais próxima da sua residência ou ao Centro de Controle de Zoonozes (CCZ) onde será consultado e fará o exame de calazar. O resultado do primeiro exame (DPP®Leishmaniose Canina), que é um teste rápido, é liberado em 15 minutos. Se esse exame der reagente, o animal faz o segundo exame (Elisa) com objetivo de confirmar ou descartar o diagnóstico, no qual o resultado é liberado após uma média de cinco dias. O CCZ (Rua Betel, 2980 - Dendê) fica aberto ao público de domingo a domingo, das 8h às 17h. Já as UVZs ficam abertas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Confira os endereços no site da Secretaria Municipal da Saúde (www.fortaleza.ce.gov.br/sms em Serviços - Atendimento de Zoonoses).

5 – Quais os casos que devem ser encaminhados aos Frotinhas?
Os usuários a serem atendidos nos Frotinhas são aqueles em caso de urgência e emergência com um perfil de gravidade moderada, ou seja, que não podem ser solucionados na atenção primaria (postos de saúde), mas que não correm risco iminente de morte.  Os Frotinhas, assim como as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), são qualificados como atenção secundária, tendo como principais diferenças, o fato de que os Frotinhas oferecem uma maior estrutura para a realização de procedimentos cirúrgicos de pequeno e médio porte, bem como a internação de pacientes.

Na rede de saúde, a atenção secundária é formada pelos serviços especializados em nível ambulatorial e hospitalar, com densidade tecnológica intermediária entre a atenção primária e a terciária, historicamente interpretada como procedimentos de média complexidade. Esse nível compreende serviços médicos especializados, de apoio diagnóstico e terapêutico e atendimento de urgência e emergência.

Os Frotinhas têm a capacidade de realiza procedimentos cirúrgicos clínicos mais graves, como grandes abscessos, ferimento a armas brancas e de fogo, mal súbito, e ocorrências traumatológicas, entre outros. Contudo, a indicação é; sempre que houver uma ocorrência de urgência e emergência, buscar a unidade hospitalar mais próxima. No caso dos Frotinhas, eles atendem o paciente, estabilizam, e após esse processo, quando for o caso, referencia o paciente para o hospital com o perfil específica da sua demanda.

6 – Qual é o procedimento para emitir o registro sanitário para os estabelecimentos comerciais?
Em Fortaleza a Licença Sanitária é sinônimo de Registro Sanitário. O interessado deve dirigir-se à Secretaria Regional mais próxima do seu domicílio para solicitar a Licença e entregar a documentação necessária que está disponível para consulta no site da Secretaria Municipal da Saúde (www.fortaleza.ce.gov.br/sms em Serviços – Vigilância em Saúde – Célula de Vigilância

Sanitária – Documentação necessária para a emissão da Licença Sanitária). Esse documento formaliza o controle sanitário dos estabelecimentos visando garantir boas condições de funcionamento no tocante à saúde da população e deve ser afixado em local visível ao público. O documento tem a validade de um ano contado a partir da data de sua expedição, devendo ser renovada por períodos iguais e sucessivos.

7 – Como conseguir uma consulta médica nos postos de saúde?
Os usuários podem agendar as suas consultas por meio do Núcleo Atendimento ao Cliente- NAC dos postos de saúde de Fortaleza. O paciente é acolhido na recepção, dependendo do seu problema, é encaminhado para a classificação de risco que determinará se o caso do paciente é para ser atendido no mesmo dia ou remarcado para uma outra data.

8 – Os Gonzaguinhas são hospitais exclusivos para a realização de partos?
Com um perfil de hospital secundário, os Gonzaguinhas, assim como os Frotinhas, compõem a Rede de Atenção a Saúde (RAS), seguindo a mesma linha de atuação no que se refere a clinica medica, exceto na área de traumatologia, e tendo como referencia, o atendimento materno e infantil.

Os Gonzaguinhas atuam no acompanhamento das gestantes no pré-natal, principalmente os de médio risco, parto e pós-parto, com suporte para realizar atendimento e internamento infantil e da gestante, bem como a realização de partos mais delicados, mas que não sejam de extrema gravidade, estes, devem buscar as maternidades de perfil terciário como a Maternidade Escola Assis Chateaubriand - MEAC e o Hospital Geral Dr. César Cals.

9 – Tenho um conhecido que tem problemas mentais. Existe algum equipamento da Prefeitura em que ele possa seratendido?
Sim. A Prefeitura Municipal de Fortaleza disponibiliza para a população os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) que são responsáveis por promover ações que buscam atender a complexidade das necessidades das pessoas com transtornos mentais e/ou que fazem o uso abusivo/dependente de álcool, crack e outras drogas. Confira o endereço dos Caps no site da Secretaria Municipal da Saúde (www.fortaleza.ce.gov.br em Unidades de Saúde - CAPS).

10 – Em quais casos o atendimento do Samu pode ser solicitado?
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) 192 – Fortaleza faz parte da Política Nacional de Urgências e Emergências e ajuda a organizar o atendimento na rede pública prestando socorro à população em casos de emergência. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população. O Samu deve ser acionado nos seguintes casos: ocorrência de problemas cárdio-respiratórios, casos de intoxicação exógena, queimaduras graves, ocorrência de maus tratos, trabalhos de parto onde haja risco de morte da mãe ou do feto, tentativas de suicídio, crises hipertensivas, acidentes/trauma com vítimas, afogamentos, choque elétrico, acidentes com produtos perigosos e a transferência inter-hospitalar de doentes com risco de morte. O Samu realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas. O socorro é acionado de por meio de ligação gratuita para o número 192. Mais informações sobre o serviço podem ser acessadas através do site http://www.samu.fortaleza.ce.gov.br.